Como adotar uma criança?

10/11/2008



A Associação dos Magistrados do Brasil - AMB, está lançando a segunda fase da sua campanha Mude um Destino através do que visa conscientizar os cidadãos acerca da realidade de vida das crianças moradoras de abrigos que, muitas vezes, até por total ignorância nossa - potenciais adotantes - vivem toda a sua juventude em tais casas sendo, após atingir a maioridade, expulsos para o mundo, sem terem tido, durante a fase inicial de suas vidas, quaisquer noções básicas de afeto, carinho, etc.
A AMB está fornecendo uma cartilha da adoção passo-a-passo, que pode ser baixada diretamente na sua página.
Abaixo eu reproduzo o índice da cartilha, para que os leitores possam mais ou menos se situar acerca de seu conteúdo, mas, principalmente, para facilitar aos internautas que encontrem as respostas a perguntas muitas vezes comuns em relação à adoção.

Além da cartilha para o cidadão, há uma outra, destinada principalmente aos profissionais da saúde, onde há algumas dicas de orientações para que as pessoas que terão contato com as pessoas em situação de abandono dos filhos, esclarecendo dúvidas importantes e, principalmente, desmitificando alguns preconceitos que muitos têm em relação a isso, como por exemplo acerca do caráter da mãe ou do pai da criança abandonada ou mesmo demonstrando situações em que a doação dos bebês é, de fato, o melhor caminho para eles.

CAP. I – O que é adoção de crianças e adolescentes.

O que é adoção de crianças e adolescentes?
A criança adotada perde o vínculo legal com os pais biológicos?
A adoção depende do consentimento dos pais biológicos?
O que é Poder Familiar?
Pode-se perder o Poder Familiar?
A família biológica pode conseguir seu filho de volta depois da adoção?
A adoção é para sempre?
O que é “adoção à brasileira”?
O que é adoção pronta ou direta?
O que é “adoção tardia”?
O que é família substituta?
O que é guarda?
O que é tutela?
O que é um abrigo?
O que é uma família guardiã?
O que é apadrinhamento afetivo?
O que é apadrinhamento financeiro?
O que é adoção internacional?

CAP. II – Quem pode ser adotado.

Quem pode ser adotado?
Mãe adolescente (entre 12 e 17 anos) pode entregar seu filho para adoção sem o consentimento de pais ou responsáveis?
Como fica o nome do adotado após a adoção?
Sob cuidados de qual pessoa/instituição permanecem as crianças/adolescentes disponíveis para adoção, quando não estão mais sob os cuidados dos pais biológicos?
Todas as crianças/adolescentes que vivem em abrigos podem ser adotadas?
Por que o processo de adoção é tão demorado?
A pessoa que encontra um bebê abandonado pode adotá-lo?
Qualquer criança/adolescente pode ser destinada à adoção internacional?

CAP. III - Quem pode adotar.
Que pessoas podem se candidatar a adotar uma criança ou adolescente?
O que é um ambiente familiar adequado?
Duas pessoas podem adotar uma mesma criança?
Divorciados ou separados judicialmente podem adotar em conjunto?
Uma pessoa de orientação homossexual pode adotar?
Em que condições um cônjuge ou concubino pode adotar o filho do outro?
Brasileiros que moram no exterior podem adotar crianças/adolescentes brasileiros?
Estrangeiros residentes no Brasil podem adotar crianças/adolescentes brasileiros?

CAP. IV - Procedimentos para adoção de crianças e adolescentes.
Como deve proceder a pessoa que deseja se inscrever como pretendente à adoção?
Pode-se adotar por procuração?
Qual é a função das entrevistas?
O candidato reprovado pode se inscrever novamente?
Quais os motivos mais comuns para que a Vara encaminhe o pretendente para os grupos de reflexão?
Após ser considerado apto para adoção, quanto tempo leva até que o candidato encontre uma criança/adolescente que se adapte ao seu perfil?
O que é estágio de convivência?
Que procedimentos favorecem a constituição de vínculos afetivos entre o adotando e os candidatos a pais adotivos?
Quais os requisitos para adoção internacional?
Em que circunstâncias o adotando tem o direito de consentir ou discordar da adoção?
Quem adota pode escolher a criança/adolescente que quer adotar ou é obrigado a aceitar aquela que lhe destinam?
Quais os atos legais que formalizam a adoção?
Quais são os custos financeiros para o processo de adoção?
Qualquer pessoa pode ter acesso aos dados de um processo sobre adoção?
A mulher que adota tem direito à licença maternidade?
O homem que adota tem direito à licença paternidade?

CAP. V – Conversas e controvérsias.
É necessário falar à criança/adolescente sobre sua história e sua origem?
Segredos sobre a história e a origem da criança/adolescente podem produzir que tipo de conseqüências?
Como e quando contar para a criança a respeito de sua origem?
E se a criança/adolescente quiser procurar sua mãe biológica?
É interessante se referir ao filho adotivo como filho do coração?
O que fazer quando a história dos pais da criança/adolescente é desconhecida?
Toda criança adotiva foi abandonada?
Por que a questão da destituição do Poder Familiar é tão complexa?
É possível (desejável) preparar candidatos a pais adotivos e crianças para a adoção?













19 comentários:

  1. Bom Dia, Du!
    Muito bom seu post, cheio de informações.
    Adorei também as ilustrações e este lindo bebezinho no final de tudo rindo prá nós, como se dizendo Bom Dia!
    Deixei lá no meu pedacinho também, um lindo depoimento. Passa lá prá ver.
    abraço carioca

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Du,

    muito informativo o seu post, direto, claro e que bom que você colocou aqui alguns quesitos que sao requeridos no processo da adocao. É um caminho longo e sofrido para ambas as partes.

    Muito obrigada pela participacao e adorei o sorriso do seu bom dia.

    Um bom dia duplo pra você também;)

    ResponderExcluir
  3. Bom dia moça querida!!!
    Lindo o seu post e muito me interessou. Gostaria de ter participado da blogagem,mas não sabia como pedir autorização!
    Eu pretendo adotar logo um bebe e já busquei algumas informações sobre os passos para a adoção. Fui ao blog da Georgia e me emocionei muito com o depoimento e a história dela. Lindo demais...
    Espero logo ter um sorrisinho desses em casa.
    Beijos e boa semana pra nós...
    ROBERTA

    ResponderExcluir
  4. Gostei do seu post. Voltarei aqui

    ResponderExcluir
  5. Ei, Du, bom dia!
    Adorei o tema do post de hoje porque ele muito me interessa. Sinto que vou adotar uma criança, sim, apesar de também ter vontade de gerar uma. Mas acho a adoção um ótimo caminho para diversos tipos de família e acho que é uma grande oportunidade tanto para o casal quanto para a criança. Já visitei um abrigo, uma vez, e sei da carência que elas sentem, principalmente as maiorzinhas...
    Muito legal você ter disponibilizado essas cartilhas, eu não sabia da existência delas!

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Se esse blog sabe ser CULT? Claro que sabe! \O/
    Nossa, muito ótima essa iniciativa, Duzinha (agora será assim =)...), informações mais do que providenciais! Tem perguntas que eu mesma não tinha parado pra pensar...Muito interessante, vou atrás para achar as respostas! Duas pessoas podem adotar uma mesma criança? Essa eu fiquei curiosa!

    P*S eu AMEI a foto nova do blog! LINDA!

    Beijããão, mocinha!

    ResponderExcluir
  7. Du,

    parabéns pela COMPLETA postagem!
    Gosto MUITO da foto da MM no seu PERFIL!

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Belo post.

    Eu complemento dizendo que adoção, muito além de um processo legal, é um ato de amor. E se é de amor, mesmo a burocracia e a letra fria da Lei acabam sendo secundários. Não se assuste com a burocracia, se você resolveu adotar, não desista por causa dela, pense no amor que você dará, e no que vai receber em troca...

    ResponderExcluir
  9. Este é um assunto que muito me interessa, vou ler com mais calma.
    Tenho muita vontade de pegar mais um gurizinho ou guriazinha pra criar.

    Beijão e boa semana1

    ResponderExcluir
  10. Muito boa postagem, esclarecedora.
    Adotar é puro ato de amar [e certeza de que poderá ser de fato e de direito, responsável]

    lindo dia flor querida
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Sempre fui a favor da adoção. Mas meu esposo não. Então não consegui realizar um sonho, ele ficou em meu coração.
    Gostaria de poder ter mais filhos mas pensamos nas condições financeiras e paramos nos três. talvés seja por isso que essa minha carência me falta algo e vocês me completam.
    Perfeito seu post com muitas informações principalmente a da Cartilha.
    Neijos minha criança!
    Rô!

    ResponderExcluir
  12. É incrível toda a ignorância que ainda rodeia um ato tão humanitário, qto a adoção.

    Eu mesma tenho um sonho antigo e necessário (de conforto) em adotar uma criança. Esse sonho é maior que a vontade de engravidar. Estou constantemente me preparando para qdo o dia da adoção chegar. Sei q não demorará tanto. A minha mãe já estranhou mais essa idéia, mesmo assim ainda não me apoia.

    As pessoas ainda são pré-conceituosas...

    ResponderExcluir
  13. Oi Du,

    Uma bela participação na blogagem. Eu tb postei hoje, ficou muito extensa a minha, mas não tenho como diminuí-la, rs

    Bela e importante participação Du.
    Perdoe-me pelo sumiço, anda correndo mais ainda do que o costume, rs

    Beijinho, Cris

    ResponderExcluir
  14. Du,
    seu trabalho é lindo.

    A música é doce.

    Obrigada por me adotar.

    Beijão!
    Eliana

    ResponderExcluir
  15. Du, eu andava sumida desde quando roubei um pedaço do bolo do lucas na madrugada. Depois que fiz a minha postagem vim conferir a dos amigos e colegas.
    A tua é bem instrutiva, gostei muito de ver. dificilmente faço pesquisas e até esqueci da parte legal.
    Eu adoto meus alunos porque tenho mais tempo com eles do que com minha filha, que sempre reclamou disso e por isso só tive uma. Beijos1

    ResponderExcluir
  16. Bom saber que o Brasil faz algo pra ajudar nesse processo, porque acredito que os pais precisam mesmo de uma preparacão antes da adocão em si. ser pai e mãe não é fácil num mundo um tanto conturbado como o que vivemos.

    é preciso mt amor mesmo e mt disposicão pra se formar uma família saudável, com filhos adotivos ou não.

    amei as fotos que vc usou! de mt bom gosto e sensibilidade.
    Um abraco

    ResponderExcluir
  17. Oi, tb estou na coletiva e passei aqui pra conferir seu post. Informativo e objetivo seu texto está excelente. Parabéns.

    ResponderExcluir
  18. meu sonho é poder adotar uma criança n consigo engravidar mas sempre tive essa vontade mas quero saber os proc edimentos corretos para q eu possa ir atrás e realizar meu sonho e desta criança tbm de poder ter um lar com muito carinho amor

    ResponderExcluir

^ Suba