Saramago, um gênio vivo!

19/10/2008


José Saramago no momento em que recebe o Prémio Nobel das mãos de Carlos Gustavo, rei da Suécia, no dia 10 de Dezembro de 1998 (depois de ter sido oficialmente apresentado, em 8 de Outubro, como o escritor galardoado do respectivo ano)





(Diploma do Prémio Nobel)

"O Evangelho Segundo Jesus Cristo" e "Ensaio Sobre a Cegueira" foram os livros que mais me emocionaram, dentre tantos que já li.

"O Evangelho Segundo Jesus Cristo"

Só um trecho, pra quem ainda não leu ficar se remoendo de curiosidade:
“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
Agora, um precioso conselho: Leia "O Evangelho Segundo Jesus Cristo" com os olhos do coração. Liberte-se de todas as suas crenças e pudores, e principalmente, não julgue... e você jamais esquecerá do que leu nesse livro, assim como eu, que literalmente chorei em algumas "cenas".

"Ensaio Sobre a Cegueira"
Na contracapa: “Se puderes olhar, vê. Se podes ver, repara.”, citado de um fictício “Livro dos conselhos”.

O livro é a interrogação sobre como é que nós nos comportamos, que uso fazemos da nossa razão, que cegueira nossa é essa que não é dos olhos mas do espírito, que relações humanas são essas a que chamamos humanas e que de humanas têm tão pouco. Vale a leitura, vale e muito a reflexão! Para aqueles que são fãs, assim como eu, assistam os vídeos. Eu fiquei emocionada!

(Primeira parte da entrevista de Saramago ao Jornal da Globo em 2007)
(Segunda parte da entrevista de Saramago ao Jornal da Globo em 2007)

E se você ainda não sabia, José Saramago também é Poeta! Este poema faz parte do livro:
"Os poemas possíveis"

Espaço curvo e finito

 Oculta consciência de não ser,
 Ou de ser num estar que me transcende,
 Numa rede de presenças e ausências,
 Numa fuga para o ponto de partida:
 Um perto que é tão longe,
um longe aqui.
 Uma ânsia de estar e de temer
 A semente que de ser se surpreende,
 As pedras que repetem as cadências
 Da onda sempre nova e repetida
 Que neste espaço curvo vem de ti.
  (In OS POEMAS POSSÍVEIS, Editorial CAMINHO, Lisboa, 1981. 3ª edição)

Leia tudo sobre Saramago aqui

25 comentários:

  1. Cheguei aqui por acaso e olha que encontro um bom espaço!

    Saramago divide opiniões. A minha ainda está em formação. Estou lendo Ensaio sobre a Cegueira, que comprei ano passado! Confesso que não me agradou seu modo de escrever. Apenas não entendo porque ele faz questão de dificultar com aqueles diálogos condensados...

    Mas sim, dia vejo fazerem dele um gênio vivo, como aqui. Outro dia, ele é um salazarista e daí pra pior. Deixei carregando as entrevistas. E já fiz isso com o pé atrás, depois de saber que o sujeito tem experiências desagradáveis em uma realizada aqui no Brasil, em que demonstra um pouco de preconceito linguístico.

    ResponderExcluir
  2. Caio, seja bem-vindo!
    Eu me apaixonei pela escrita do Saramago desde o primeiro livro que li, que foi o Evangelho. É claro que no início também senti certa dificuldade, achei estranho aqueles parágrafos enormes sem ponto e diálogos separados por vírgulas. Mas logo acostumei e aí ficou fácil. E este não foi o único, Saramago escreve dessa forma TODOS os seus livros, para desespero daqueles que não conseguiram continuar a leitura do primeiro! Conforme uma outra entrevista que assisti, ele escreve com o português de Portugal e exige que seus livros sejam fiéis na tradução para outras línguas, que mantenham o estilo.
    Olha Caio, chamar o Saramago de gênio foi coisa minha, é a minha opinião em relação a ele e não posso pensar de outra forma, já que é o que sinto. Minha opinião sobre ele ficou formada assim que terminei o Evangelho. Os outros livros só confirmaram minha admiração. Acho que você está certo em ir atrás de informações e não se deixar levar pela primeira impressão. Mas o que você sentir em relação a ele é direito seu e respeito isso. Pessoas muito inteligentes geralmente são polêmicas, não é isso que nos mostra a história?

    Adorei sua participação aqui, volte sempre!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela dica. eu venho evitando Saramago por causa dos seus períodos longos. Mas eu prometo a mim mesma deixar de evitar.!

    Conhece o blog http://elasestaolendo.blogspot.com ? Vc deveria participar.

    abraço

    ResponderExcluir
  4. Oi Vanessa!
    Eu não conheço o blog não, mas pode deixar que vou visitar! Obrigada.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Ensaio sobre a Cegueira é um livro que criou raíz na minha estante, leio e releio e a cada passagem reforço minha admiração por Saramago.
    Vi o filme e gostei da adaptação fiel.
    Sobre outros livros do autor não li, uma falha minha eu sei, que repararei, prometo.
    Por mim ele merece todos os louros.

    lindo dia flor querida
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Também gostei muito do livro "ensaio sobre a cegueira", achei pesado, sofrido, mas muito bem escrito. Ainda não vi o filme, pois amigos meus não gostaram, mas vou ver p dar a minha opinião. O evangelho, comecei a ler , mas não continuei, breve voltarei. Há livros q vc não para de ler, outros não, mas acabei de ler "O Labirinto" da Kate Mosse e amei. Imperdível. Bjks

    ResponderExcluir
  7. Também sou fã do Saramgo, Duzinha. Eu já havia lido Jangada de Pedras, mas foi Ensaio sobre que me emocionou mesmo! Eu já tinha muita vontade de ler O Evangelho Segundo Jesus Crsto, e agora estou mais curiosa ainda!

    Beijinhos, linda Du!!!

    ResponderExcluir
  8. Grande SARAMAGO!

    Interessante blogue,
    Gostei e voltarei...

    Sem nada saber
    Sem nada dizer
    Sem nada falar…
    É um simples ser
    Que expõem o seu pensar
    Proferindo a frase certa…
    Ao descrever o seu ver
    Distingue-se ao escrever
    Como um louco poeta

    O abraço…

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do seu blog!! Parabéns! Visite os meus tbm: http://www.periodicodebordo.blogspot.com e http://www.verdadesevariedades.blogspot.com

    Podemos trocar links.

    ResponderExcluir
  10. Esse realmente é sem comentários!

    BEsos

    ResponderExcluir
  11. Só li algumas coisas sobre Saramango, mas tenho muita vontade de ler principalmente O evangelho.
    Vou comprar.
    Lindo post filha.
    Grandes beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
  12. dicas maravilhosas adoro as obras do José

    muito bom mesmo o post. seria bom se nosso povo tivesse a cultura de ler, + infleizmente n tem.

    bjos

    ResponderExcluir
  13. Tentei ver os videos com a entrevista durantes o dia mas só agora consegui.
    Sensacional.A propria entrevista torna-se uma obra de arte:
    "No fundo, no fundo tudo é pouco.E é insignificante".
    Perfeito!
    Beijão do amigão.

    ResponderExcluir
  14. Simplesmente ele é divino... belo post... adorei!!!

    ResponderExcluir
  15. Du ...
    muito bom esse post do Saramago ..
    Eu gosto muito dele .. Gosto muito do teu blogue ..
    estou te colocando em minha lista de blogues favoritos ..
    bjo e
    Bom dia !

    ResponderExcluir
  16. Até que enfim, o formulário de comentários abriu aqui!!! \o/

    Bem Saramago dispensa comentários...
    Não consegui ver os vídeos, mas nem foi por problemas em conexão, mas é que estou de saída agora, tentarei assistir mais tarde!

    Beijos no seu lindo ♥

    ResponderExcluir
  17. Eu já tinha lido o seu post ontem, mas não consegui assistir as entrevistas, e eu havia prometido pra mim mesma que só comentaria após assisitir tudo.
    Deixei carregando aqui e comprovei a minha teoria! Ele é sim um gênio! Há quem discorde disso, mas pra mim o Saramago veio inovando tudo! Ler Saramago, para mim, é uma qualidade infinda, pois ele em seus livros consegue me envolver de uma tal maneira que eu esqueço o que acontece ao meu lado. É um mergulho profundo!

    Du,
    esse post está simplesmente lindo e maravilhoso!!

    Beijão, Flor

    ResponderExcluir
  18. Duzinha,
    Adorei esse Post, vou publicá-lo com todos os créditos para vc e seu Blog ok???LINDO!!!!!!!

    ResponderExcluir
  19. Oi, Moça!

    Post magnífico!

    Li "Ensaio Sobre a Cegueira". No início achei difícil a pontuação e os períodos absurdamente grandes. Saramago é um transgressor e inventa um jeito todo seu de escrever. Exceto pelo ponto final, todos os sinais de pontuação são substituídos pela vírgula. Maiúscula após vírgula, no caso dele, não é erro, é estilo. Travessão ou aspas para separar os personagens em diálogos não existem. Interrogação? Pra quê? Exclamação? Futilidade! Passado o susto inicial, porém, devorei! Não mais do que 4 dias para 310 páginas. Romance impressionante! Recomendo a todos. No dia seguinte vi o filme. Muito bom e fiel ao livro!

    Embalado como estava, comecei a ler "O Evangelho Segundo Jesus Cristo". Acabei com ele em 3 dias (220 páginas em 2 dias e 225 em 15 horas), de capa a capa (terminei ontem).
    Ambas são leituras difíceis (além do estilo de pontuar, Saramago sabe ser prolixo quando o quer) e podem ser bem pesadas, mas indispensáveis. O autor nos enreda nas suas viagens reflexivas e nos obriga a também pensar. As duas narrativas prendem o leitor até o fim. Gostei mais de "Ensaio Sobre a Cegueira". Achei a idéia mais original.

    Quanto a José Saramago. Seus avós, analfabetos, criadores de porcos. Sua mãe, também analfabeta, faxineira. Seu pai guarda civil, de pouca cultura, ao que tudo indica. Saramago, menino pobre, autodidata, único escritor de língua portuguesa a receber o Nobel de Literatura. Se este não é um exemplo de gênio, não sei quem é, então.

    Beijão, Moça!
    Abraços a todos!

    Sensata Paranóia

    ResponderExcluir
  20. Clarinha, indico pra você "Todos os nomes" e " A jangada de pedra". Os outros ainda não li, mas também pretendo!


    Marisa, obrigada pela dica de "O labirinto"!


    Camilinha, tenho certeza que você não vai se arrepender de ler o Evangelho! ;)

    Manzas, seja sempre bem-vindo aqui, obrigada!


    Anne, obrigada, assim que eu tiver um tempinho vou lá, ok?


    D. Ramirez, mesmo assim obrigada por ter vindo!


    Rô, obrigada pelo carinho de sempre!


    Déia, que bom te ver aqui, saudades!


    Amigão, também adorei a entrevista!


    Rogério, obrigada, seja sempre bem-vindo!


    Roséli, você também já está nos meus favoritos, obrigada!

    Oi Naninha, que bom que vc conseguiu comentar! Beijão, minha querida!


    Su, obrigada! Eu também esqueço do mundo quando leio Saramago!


    Urbano, meu querido...esse teu comentário merecia um update no post de tão bom e esclarecedor que é! Muito obrigada por compartilhar da tua inteligência comigo e com nossos amigos da blogosfera.


    Beijão pra todos!!!

    ResponderExcluir
  21. Nossa, que legal esse post (e os comentários tb!)

    Du, engraçado que semana passada eu estava justamente pensando no Saramago e em como eu não havia lido (ainda) nenhum livro dele! :( Tenho muita curiosidade em ler o 'Evangelho', já li alguns trechos na internet e achei bem interessante. Tb quero ler o 'Ensaio', acho uma idéia muito original, como o Urbano falou. Inclusive, essa semana fiquei doida atrás do filme, mas não encontrei, acabei vendo um vídeo no you tube, onde o Saramago assistiu pela primeira vez o filme, ao lado do Fernando Meirelles (diretor espetacular!) e no fim ele se emocionou e falou que estava tão feliz em ter visto aquele filme como ficou quando terminou de escrever o livro! E o Fernando deu um beijo na testa dele! Fofo! Acho que para ele foi a glória! Ah, vc já entrou no site oficial do filme? Acho a trilha sonora bem legal:

    http://www.ensaiosobreacegueirafilme.com.br

    BEIJO!! =)

    ResponderExcluir
  22. Oi Adri!

    Na segunda feira seguirá direto pra Recife o meu Evangelho de presente pra você, junto com o filme do Ensaio, ok? Só preciso que você me envie o endereço novamente. Ah, envie para servmed2@santander.com.br, aí fica mais fácil pois não tenho acesso aos outros no trabalho.
    Eu vi o vídeo que você falou, aliás, vi quase todos sobre o Saramago! ;)
    Ainda não entrei no site oficial, mas vou entrar agora com a tua dica!

    Beijão, querida do coração!

    ResponderExcluir
  23. Du, mulher!! Não acredito!! (quer dizer, claro que acredito, rsrs) Vc é demais! Teu livro? Não precisa! Nossa, tô aqui morrendo de vergonha, não sei se mereço, mas fiquei super feliz com seu gesto, viu? Só vc!!! Vou enviar o endereço! Sem saber mais o que dizer... \o/

    Ah, sobre o texto lá que vc comentou, talvez tenha ficado um pouco confuso porque é um pedaço de texto, mas a idéia principal é que a mulher é que estava atraindo o obsessor, com suas atitudes, daí nem ela nem ele 'descansavam', grosseiramente falando, daí foi 'organizado' pela espiritualidade amiga para que ele acabasse nascendo como filho dela mesma, para que se amem e com isso dissolvam qualquer problema antigo (por isso a gente vê tantos problemas entre familiares, porque todo mundo veio junto pra se entender). Acho que é isso, qualquer coisa me pergunta, tá?

    MIL BEIJOS!!!

    ResponderExcluir
  24. Duzinha, só esse trecho do Evangelho já me deixou morrendo de vontade de ler o livro.
    O Saramago é mesmo genial. Lembro de quando eu o li pela primeira vez para uma prova de vestibular. No começo, achei muito complicado, até que um professor de literatura discutisse sobre o livro comigo e daí então eu entendi toda a genialidade da figura.

    As entrevistas eu tento ver depois. Você sabe, né? Essa minha internet... é de corno mesmo.

    Um beijo, Du

    ResponderExcluir

^ Suba