Wear Sunscreen - Use filtro solar!

06/02/2009


Intitulado de "Sunscreen", este texto foi usado em um filme produzido em 1999 pela agência DM9DDB. Fala-se que a idéia para o "comercial" veio de um texto lido por um orador em uma cerimônia de formatura nos EUA no ano de 1997, como um suposto depoimento de um portador de câncer de pele em virtude da não utilização do filtro solar. Em resumo, a campanha é tanto um alerta para que se faça uso do filtro solar, cujo benefício é cientificamente provado, quanto uma sucessão de conselhos nos quais o autor sugere maneiras de se levar uma vida “melhor”, tendo por base sua própria experiência. Em 2003 teve uma versão musicada na voz de Pedro Bial (no player).

Pois então... estamos em 2009 e por mais incrível e impossível que possa parecer, eu ouço essa "música" no rádio pelo menos um vez por semana, desde o ano passado! Depois de tanto ouvir no rádio coloquei no meu mp3. Será que tem algum anjo tentando me dizer alguma coisa que eu ainda não entendi, além do uso do filtro solar? :)
Wear Sunscreen (Use Filtro-solar) Baz Luhrmann

Se eu pudesse dar um conselho em relação ao futuro, eu diria:"usem filtro solar".
O uso em longo prazo do filtro solar, foi cientificamente provado.
Os demais conselhos que dou baseiam-se unicamente em minha própria experiência.
Eu lhes darei esse conselho: Desfrute do poder e da beleza da sua juventude. Ou, esqueça... Você só vai compreender o poder e a beleza quando já tiverem desaparecido. Mas acredite em mim. Dentro de vinte anos você olhará suas fotos e compreenderá de um jeito que você não pode compreender agora quantas possibilidades se abriram para você e o quão fabuloso você era... Você não é tão gordo(a) quanto você imagina.

Não se preocupe com o futuro. Ou se preocupe, mas saiba que se preocupar é tão eficaz quanto tentar resolver uma equação de álgebra mascando chiclete. É quase certo que os problemas que realmente têm importância em sua vida, são aqueles que nunca passaram pela sua mente, tipo aqueles que tomam conta da sua mente às 4 horas da tarde de uma terça-feira ociosa.

Todos os dias faça alguma coisa que te assuste.
Cante.
Não trate os sentimentos alheios de forma irresponsável.
Não tolere aqueles que agem de forma irresponsável em relação aos seus sentimentos.
Relaxe.

Não perca tempo com inveja. Às vezes você ganha, às vezes você perde. A corrida é longa, e no final, tem que contar só com você.
Lembre-se dos elogios que você recebe. Esqueça dos insultos. (Se você conseguir fazer isso, me diga como...)

Guarde suas cartas de amor. Jogue fora seus velhos extratos bancários.

Estique-se.

Não tenha sentimento de culpa por não saber o que você quer fazer da sua vida. As pessoas mais interessantes que eu conheço não tinham, aos 22 anos, nenhuma idéia do que fariam na vida. Algumas das pessoas interessantes de 40 anos que eu conheço ainda não sabem.

Tome bastante cálcio. Seja gentil com seus joelhos. Você sentirá falta deles quando não funcionarem mais.

Talvez você se case, talvez não. Talvez tenha filhos, talvez não. Talvez você se divorcie aos 40. Talvez você dance uma valsinha quando fizer 75 anos de casamento. O que você fizer, não se orgulhe, nem se critique demais. Todas as suas escolhas tem 50% de chance de dar certo. Como as escolhas de todos os demais.

Curta seu corpo da maneira que puder. Use-o de todas as formas que puder. Não tenha medo dele ou do que as outras pessoas pensam dele. Ele é o maior instrumento que você possuirá. Dance. Mesmo que o único lugar que você tenha para dançar seja sua sala de estar.
Leia todas as indicações, mesmo que você não as siga. Não leia revistas de beleza. Elas só vão fazer você se sentir feio.

Saiba entender seus pais. Você não sabe a falta que você vai sentir deles quando eles forem embora pra valer. Seja agradável com seus irmãos. Eles são seu melhor vínculo com o passado e aqueles que, no futuro, provavelmente nunca deixarão você na mão.

Entenda que os amigos vão e vem, mas que há um punhado deles, preciosos, que você tem que guardar com muito carinho.

Trabalhe duro para transpor os obstáculos geográficos e os obstáculos da vida, porque quanto mais você envelhece, tanto mais precisa das pessoas que te conheceram quando você era jovem. More em New York City uma vez. Mas mude-se antes que ela te transforme em uma pessoa dura. More no Norte da Califórnia uma vez. Mas mude-se antes de tornar-se uma pessoa muito mole.
Viaje.
Aceite algumas verdades eternas: Os preços vão subir, os políticos são mulherengos e você também vai envelhecer. E quando você envelhecer, você fantasiará que quando você era jovem: os preços eram razoáveis, os políticos eram nobres e as crianças respeitavam os mais velhos. Respeite as pessoas mais velhas.

Não espere apoio de ninguém. Talvez você tenha um fundo de garantia. Talvez você tenha um cônjuge rico. Mas você nunca sabe quando um ou outro pode desaparecer.

Não mexa muito em seu cabelo. Senão, quando tiver quarenta anos, vai ficar com a aparência de oitenta e cinco.

Tenha cuidado com as pessoas que lhe dão conselhos. Mas seja paciente com elas. Conselho é uma forma de nostalgia. Dar conselho é uma forma de resgatar o passado da lata do lixo, limpá-lo, esconder as partes feias e reciclá-lo por um preço muito maior do que realmente vale. Mas acredite em mim, quando eu falo do filtro solar.

8 comentários:

  1. Essa mensagem é linda!!!
    Eu lembro da primeira vez que eu vi essa mensagem, foi em vídeo. Foi o meu irmão que mandou pra mim por email, em 2004. E eu achei linda!! O vídeo, era esse que vc colocou, Du, mas na voz do Bial (no player). Eu procurei aqui e não achei, não sei se o meu irmão ainda tem, se tiver eu envio pra vc!!
    Adooorei ver, ouvir e ler essa mensagem novamente!!!
    BEijão, Flor!!
    Bom FDS

    ResponderExcluir
  2. Admirei seu modo de pensar..

    seu blog está show..

    beijos

    tenha uma ótima sexta-feira

    ResponderExcluir
  3. Toda vez que leio essa mensagem me emociono, é muito linda. Ganhei de presente da Hevy certa vez.
    Amei ouvir sua voz filha, quem sabe dá tudo certo de vocês virem para cá, já estou a mexer meus pauszinhos por aqui.
    Te amo muito!
    Tenha um lindo e maravilhoso fim de semana1
    Rô!

    ResponderExcluir
  4. Também adoro a mensagem, mas já não suporto mais o Bial! :-)

    Mas muita coisa do texto ainda serve como conselheiro, só precisamos estar atentos ao dia-a-dia!

    Mais beijos, Duzinha! \o/ Te amoooo, com e sem filtro solar! rsrs

    ResponderExcluir
  5. Faz um bom tempo que estou aqui ouvindo as músicas.
    Esta postagem tem tudo a ver com a minha atual fase de espírito...
    Estou aqui curtindo...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Amo o conteúdo, o modo como foi feito, a mensagem de conselho sem pieguice e a voz do Bial ;)
    [e amo você também, viu? ;)]

    lindo sábado flor querida
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Du,

    Adorei esse texto.
    Na verdade, já o conhecia.
    Houve um tempo em que era moda o envio dele por e-mail. Mas, para mim, a grande questão desse texto é o lance da subjetividade com que é escrito... O modo como ele colocar o "dar ou não dar conselhos"... influenciar ou não no destino de alguém... é super interessante pra mim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu lembro de quando foi lançada a versão com o Pedro Bial. Era suuper modinha. E engraçado é que ainda hoje eu ouço nas rádios e vejo por aí pela internet.
    Deve ser porque o texto em si é muito bom. Às vezes a gente se preocupa mesmo com cada bobagem que não vale um fio de cabelo branco.

    Beijo, Duzinha

    ResponderExcluir

^ Suba