E no final das contas...

13/03/2009

Este post é a continuação do anterior, para aqueles que ainda não sabem da história.
Desta vez fui a um médico muito bem recomendado e de agenda lotada, só consegui mesmo a consulta através de um encaixe.  No consultório muito bonito encontrei um senhor idoso com 30 anos de dermatologia na bagagem. Logo na chegada me encaminhou para a sala de exames extremamente organizada e limpa. Vestiu luvas descartáveis e depois de avaliar a bolinha no meu rosto, pegou uma agulha também descartável para fazer um furo e ver o que saia dela. Depois, fez um curativo que eu devo retirar antes de dormir. Não saiu nada além de sangue. Nada de infecção, apenas uma espécie de irritação na pele que ele chamou de um nome esquisito que agora eu não lembro.  Resumindo não é nada demais, sendo necessário apenas o uso de uma pomadinha para auxiliar na cicatrização - ganhei de presente dele, uma amostra grátis! Cirurgia? Nem pensar!
E as unhas?  Desta vez foram devidamente examinadas, ao contrário do que os outros dois médicos fizeram, pois apenas olharam para os meus pés.  Depois de um monte de perguntas o diagnóstico: Nada de fungos nem micose. Foi só uma reação ao uso contínuo de esmalte e acetona. Não receitou nada além de uma recomendação - que eu não pinte mais as unhas nem use acetona durante uns dois meses.
Três médicos e três diagnósticos diferentes, parece até brincadeira, mas não é! 
Por tudo que vi e ouvi, resolvi eleger este último como mais confiável e vou seguir exatamente as recomendações dele. 
Como eu já disse antes, o meu problema não é nada perto de tantas doenças graves, mas com certeza esta experiência serviu de lição. Resolvi que sempre que eu tiver qualquer dúvida em relação a um tratamento dado por um médico, vou procurar outro e outro e outro, até me sentir segura. 
Já pensaram em quantas cirurgias são feitas neste Brasil todo, todos os dias, sem necessidade alguma?  Isto para mim é assustador...

10 comentários:

  1. é difícil achar bom atendimento, ainda mais com pomadinha gratis rsrs

    ResponderExcluir
  2. Tantas cirurgias e tantas complicações por um diagnóstico completamente errado e preguiçoso. Acho que esses médicos tem preguiça de examinar o paciente! Mas gente! Eles ganham para isso, por que estudaram então, para diagnosticar coisas absurdas?!! Aff!!!
    Que bom Duzinha que não foi nada e está tudo bem!!
    Agora ter que ir na manicure e sair de laá sem pintar as unhas vai ser chato, né?! =S


    Beijos para vc e bom fds!!
    Eu teeeee amoo!!!!

    ResponderExcluir
  3. O importante é que você está bem, e que isso não foi nada.
    Tenha um ótimo fim de semana, meu anjo!!!

    ResponderExcluir
  4. E no final das contas deu tudo certo...
    Pois eu também tenho que ficar sem esmalte mas a unha fica tão feia esbranquiçada que não tenho coragem, daí que só piora o meu mal, aff!

    feliz eu por você!!
    Lindo sábado flor querida
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Que bom que não foi nada grave, Du! \o/
    E, bem, tipo, AMOSTRA gratis é tudo de bom! rs
    beijão e ótimo final de semana
    =)

    ResponderExcluir
  6. Que bom que no final deu tudo certo Du, e com certeza esse último médico é o que teve a conduta mais correta...
    Bjus e otimo fds!!!
    ROBERTA

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Gostei muito do seu blog! A Su fala muito de você e finalmente vim conhecer o blog!
    Fiquei pasmada com a sua situação e muito pensativa quanto ao seu comentário final!
    Quantas cirurgias por diagnósticos incorretos? que horror! valeu muito a dica de fazer vários diagnósticos, quantos forem preciso até se sentir confortável!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  8. Du, que bom que deu certo. Todo mundo adora receber uma amostrinha grátis, né, rsrs (só é chato ter de esperar os representantes dos laboratórios, quando entram na nossa frente). No mais, é ficar sempre atenta. Sabe, não gosto de fazer as unhas em salão, na verdade não tenho muita paciência para salão de beleza, então eu mesma faço (aliás, fiz hoje, ficaram bonitinhas, rsrs) e acho que por isso nunca tive problemas tipo unha encravada, infecção etc. Ah, e eu sempre faço isso: fico alternando as marcas dos produtos que uso e tb dou umas pausas no uso do esmalte e acetona, para a unha respirar. Essas coisas, com o cheiro forte que têm, não podem fazer muito bem mesmo... Outra coisa: vi recentemente na tv uma pesquisa que foi feita, na verdade foi uma tese de mestrado, de uma enfermeira, que apontava que um percentual enorme (esqueci o numero) de manicures eram portadoras de hepatite B e nem sabiam, e isso é um perigo, né? Todo mundo deve levar seu próprio kit quando for ao salão, é mais seguro.

    Beijinhos, querida, e se cuida!!!

    ResponderExcluir
  9. Duzinha, graças a Deus que era uma coisa simples. Já pensou ficar uma cicatriz na cútis por causa de um médico preguiçoso e incompetente?

    Deve ser por isso que a minha mãe sempre diz que os médicos antigos são os melhores. Os mais velhos são de um tempo em que se praticava a Medicina por amor e não por dinheiro, como hoje em dia.
    O meu gineco, por exemplo, é tão antigo que foi ele que fez o parto de mamãe e me trouxe ao mundo. E eu acho isso super legal. =]

    By the way, eu adoro ganhar amostra grátis.

    Beijo, Duzinha

    ResponderExcluir
  10. Quando fiz aquela cirurgia que deu o que falar, o médico me pediu todos os exames necessarios e o diretor da clinica, não sei porque, pediu pra ver todos os resultados e ainda acrescetou alguns exames que o cirurgião não havia solicitado. Foi bom. Gostei. Mas continuo correndo de médicos.
    Amostra grátis só se for de uma nova marca de cerveja.

    Beijão do amigão!

    ResponderExcluir

^ Suba