Despertando

13/10/2009


Poderia ter sido um sonho
se cada palavra ou gesto
não estivesse assim tão perto
guardados em cada pedacinho de mim.
E estava eu assim,
como um livro
que se mantivesse há muito tempo
escondido em uma prateleira
cheio de teias de aranha e poeira
e de repente fosse aberto
com um vento forte
de um coração deserto
e assim ficasse
até o despertar de um novo dia
a felicidade voltaria
trazendo tudo outra vez.
Um amor que chegou e
de repente
se fez...
[Du] 

 imagem daqui

11 comentários:

  1. Lindo demais... Vou roubar qualquer hora dessas... rs
    Beijos minha amiga tão especial.
    Pat

    ResponderExcluir
  2. Lindo Du como sempre o que você escreve toca em nossos corações.
    Beijos filha que a sua semana seja de paz e luz.
    Que Deus ilumine seu caminho!

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto..

    Como vc está mulher??

    Bjos...
    ;)

    ResponderExcluir
  4. Du,

    Lindo poema, bom para começar a semana, rs.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Amores que chegam e permanecem, (re)conheço-os bem.
    Muito bom teu poema, gostei bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que coisa mais vibrante ... gostei !
    beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  7. Luca20:39

    Eu concordo com 環保木棧板
    xD

    P.S.: É recente essa inspiração? =D

    ResponderExcluir
  8. Querida Du

    O amor chegou de um jeito envolvente, que hoje só tu sabes.
    Despertando os sentidos, libertando o sorriso, fazendo crer, que basta o amor para renascer.

    Un beso

    ResponderExcluir

^ Suba