Sente-se por baixo? 7 maneiras de voltar a sorrir

24/10/2009

 

De vez em quando, todos nós ficamos um pouco “por baixo”, talvez até nos sentimos um bocadinho tristes e deprimidos. As razões? Várias: parece que temos o peso do mundo nos ombros, estamos exaustos devido às vidas agitadas que vivemos, estamos frustrados por não conseguirmos fazer tudo o que queremos ou porque não conseguimos cumprir os nossos objetivos e concretizar os nossos sonhos. A depressão – um dos maiores problemas sociais do século XXI – é um enorme obstáculo na vida de qualquer pessoa e se não for encarada de frente e sem grandes demoras, pode atingir proporções bem mais complexas. Para conseguir voltar a lutar e a sorrir quando lhe apetece tudo menos isso, apresentamos sete dicas que vai tornar esse passo mais fácil…

1) Faça uma lista. Por vezes, nos sentimos deprimidos simplesmente porque estamos sobrecarregados com coisas para fazer e não conseguimos dar saída a nada! Você pode até ser uma pessoa super organizada e muito dedicada, mas mesmo os melhores deixam as coisas acumular, isto porque não têm energia suficiente para fazer mais ou melhor. E claro, isso não nos sai da cabeça e essa frustração pode ser, em si, extremamente debilitante. Elabore uma lista com as coisas que têm mesmo de ser feitas – podem ser tarefas relacionadas com a casa, com o trabalho, com algo que o está a preocupar ou que prometeu fazer por alguém. Só o facto de ter tudo isso escrito preto no branco e à sua frente, vai dar-lhe um sentido de controle e de “afinal não são tantas coisas assim”!

2) Tome uma atitude. Ok, já tem a sua lista… mas ainda sente o coração aos saltos e não sabe para que lado se deve virar? Inspire fundo e olhe de novo para a lista: qual é a tarefa que não pode esperar nem mais um minuto? Então comece por essa! Vai exigir muito de si? Divide-a em prestações e vá fazendo aos poucos ou, em alternativa, escolha um afazer que seja mais simples de executar. O que realmente interessa é que passe das palavras para a ação, que comece a fazer alguma coisa… o pior é, de fato, começar, mas depois vai sentir-se muito melhor e mais motivado. Para não falar na satisfação que vai ser riscar as tarefas da lista uma a uma, depois de concretizadas!

3) Exercício físico. Sabemos que é a última coisa que lhe apetece fazer neste preciso instante, aliás, já é difícil sair da cama quanto mais mexer-se energicamente! Mas a verdade é que mal a adrenalina comece a dar sinais de vida – não tem de correr 10 km, basta uma caminhada, uma volta de bicicleta ou uma aula de ioga – o seu estado de espírito vai dar uma volta de 180º! Agora vá, ponha-se a mexer! Mais tarde vai dar-nos razão…

4) Tome banho e trate da sua imagem pessoal. Ficar amuado, deitado no sofá todo o dia, ainda por cima de pijama e a “cheirar mal”, não vai fazer nada pelo seu mau humor. Tome uma ducha refrescante ou um banho de imersão com óleos essenciais, faça a barba, maquile-se, penteie o cabelo de forma diferente, vista-se para impressionar… Faça o que tiver de fazer para se sentir renovado, atrativo, arranjado e bem consigo próprio. No final, será impossível olhar-se ao espelho e não sentir-se maravilhoso! Vá lá, um sorrisinho…

5) Saia de casa. Em momentos de tristeza e de vontade constante de chorar, o pior que pode fazer é manter-se trancado dentro de casa. Já que tomou banho e está com um visual renovado, aproveite para sair: vá tomar um café, namorar umas lojas, ler para o parque da cidade, visitar aquele museu que sempre quis ver ou algo que esteja na sua lista. Às vezes, isolar-se em casa pode ser uma grande parte do problema e só se vai aperceber disso quando sair e espairecer.

6) Música nas alturas. Uma música ritmada, contagiante e bem alta vai pô-lo a bater o pé em dois tempos… quando der por ela já anda a dançar e a cantar pela casa inteira! Junte isto ao ponto 3 e vai obter um dos melhores remédios possíveis para os seus dias mais cinzentos!

7) Um ombro amigo. Um blue day pode facilmente tornar-se num happy day se fizer uma coisa simples: falar. Desabafe com o marido, com a namorada, com o melhor amigo, com uma colega de trabalho, com a mãe ou com o irmão, mas desabafe! Verbalizar emoções e frustrações é muito terapêutico e sentir-se-á mais leve e mais aliviado quando o fizer. Para além disso, poderá ajudá-lo a perceber melhor quais os motivos por de trás de tanta tristeza.

Fonte: Estado Zen

6 comentários:

  1. De ler já anima imagina praticando tin tin por tin tin...

    Abrações.

    ResponderExcluir
  2. Olá...

    Sou a Fernanda Luz que comenta as vezes aqui em seu blog maravilhoso...
    Bom hoje estou aqui para divulgar o blog que montei hoje: http://horizontes-de-luz.blogspot.com

    Da uma olhadinha...se quiser, ficarei muito feliz com sua visita!

    Alias..o texto ai em cima: otimooo. A Fernanda Luz comentára certoooo...hehehe.

    ResponderExcluir
  3. Vim te trazer outros sete motivos...

    http://aceuabertodaboca.blogspot.com/


    Bjs
    ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Du!

    Adorei... principalmente o ítem "música nas alturas": é ótimo!!!

    Boa semana!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Du-linda!!!!
    Queria deixar algo do meu coração pra você... Dái me lembrei de um poema que eu gosto demais e resolvi te "dar" de presente de aniversario:

    Via Láctea

    "Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
    Perdeste o senso"! E eu vos direi, no entanto,
    Que, para ouvi-las, muita vez desperto
    E abro as janelas, pálido de espanto...

    E conversamos toda a noite, enquanto
    A via láctea, como um pálio aberto,
    Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
    Inda as procuro pelo céu deserto.

    Direis agora! "Tresloucado amigo!
    Que conversas com elas? Que sentido
    Tem o que dizem, quando estão contigo?"

    E eu vos direi: "Amai para entendê-las:
    Pois só quem ama pode ter ouvido
    Capaz de ouvir e de entender estrelas".

    Olavo Bilac

    beijo, beijo, beijo... felicidade, amor, coração tranquilo, tudo de melhor que você merece!!!
    Pat

    ResponderExcluir
  6. Vou anotar pra praticar tudinho quando preciso. Adorei seu blog! Lindos textos, lay fantástica :) Parabéns!! Bjs :*

    ResponderExcluir

^ Suba