Lascívia

22/01/2010


Como um voyeur da minha própria imaginação
eu te vejo 
te sinto 
te toco 
com fragmentos da minha memória afetiva 
minha boca sente teu gosto 
teu cheiro me embriaga 
e o coração te ouve dizendo: 
"Você desperta em mim sentimentos de lascívia"... 
Meus instintos mais primários 
sentem a tua pele queimando 
em contato com a minha 
nossos corpos latejando 
e pulsando 
de sentidos  
de desejo 
quase selvagem,  
quase amor, 
quase real... 
Encontro-me perdida no meu próprio ser, 
afogando-me num turbilhão de pensamentos 
Não há mapas, bússolas ou estrelas 
que me ponham de volta ao curso 
e é o que espero
...fazer de tuas mãos a minha âncora 
...fazer do teu peito meu porto


[Du]

4 comentários:

  1. Ai, q delícia este texto. COnsegui imaginar cada linha sendo vivida.

    ResponderExcluir
  2. "...fazer de teu peito, meu porto"

    Ah, Moça Sonhadora, que sonho mais lindo...

    Beijos mil!!!

    ResponderExcluir
  3. Ih, Duzinha, eu ando muito pouco sensível pra comentar esse tipo de texto. Mas que é lindo, é sim!

    (L)

    ResponderExcluir
  4. querida,
    lindo.
    cada um de nós é, ao mesmo tempo, um porto solitário e uma nau à deriva...um esperando a chegada, o outro um lugar para aportar.
    beijos, denison

    ResponderExcluir

^ Suba