Fragmentos de Fabricio @CARPINEJAR

09/08/2010


Machucamos com a voz, mas para torturar mesmo só com o silêncio.
Não quero estar presente quando você sentir falta de mim.
Não valorizamos porque sofremos, valorizamos para parar de sofrer. Dor nenhuma se transforma em lembrança, mas em pressentimento.
O ciúme é o antivírus do amor.
Metade das ofensas é por vaidade, pois ninguém reparou na gente. A outra metade é por megalomania, porque a gente não foi elogiado.
Não é falando que encontramos as palavras. É deixando de falar.
Nunca reagimos bem quando finalmente acontece o que esperamos tanto.
Indiferença: não merecer uma resposta. Desprezo: não merecer nem a pergunta.
Se a gente deseja ser feliz é egoísmo, se a gente deseja que o outro seja feliz é renúncia.
É fácil reunir as forças. Sábio é quem reúne suas fraquezas.
Diante da felicidade, nunca digo que não a mereço, ela pode concordar comigo.
A independência estraga a paixão. A paixão só funciona no cativeiro.
Humildade não é aceitar a crítica, mas se envergonhar diante do elogio.
Quem se engana consegue ser - ao mesmo tempo - inteligente para esconder a verdade e burro ao não encontrar o esconderijo.
Todo mundo quer ser equilibrado, mas o amor é puro desequilíbrio.
Tudo o que amei nunca terá retribuição - e é justamente o que me torna livre.
Deseja que o homem ligue no dia seguinte? Diga que a noite passada foi péssima. Ele vai implorar por uma nova chance.
Um mulher não mostra sua TPM para qualquer um, é prova de confiança.
Todo sono merecia a intensidade da soneca do despertador. Os melhores sonhos ocorrem nos 5 minutos que a gente tenta dormir mais um pouco.
É insuportável homem que chama a mulher de 'cara'.Os dois lados da moeda não funcionam.
O verdadeiro amigo não exige desculpa. Voltar a conversar já é o suficiente.
Decência nada tem a ver com os outros, é respeitar a si mesmo.
Não há maior solidão do que se arrepender tarde demais.
Só encontro minha fé quando perco algo.
A felicidade não consulta o dicionário.
Depois da tormenta, como se nada tivesse acontecido, como se o destino fosse um parente desconhecido, irei recomeçar.
Fidelidade significa não dar chance para pensar depois.
Amar não é acumular, é decidir. A maior parte dos casais quer permanecer casado e não desistir da vida de solteiro.
Muitos escolhem a solidão porque simplesmente não suportam sua infelicidade com testemunhas.
Tentar entender tudo é loucura. O louco não aceita a casualidade.
É provocando os demônios que os anjos aparecem.
Só é natural quem não ama. Somos despojados quando não temos interesse.
Esperar o castigo sempre foi o maior castigo.
Quem é anônimo para atacar já percebeu que não merece o próprio nome.
O amor é tão arrogante que não aceita virar amizade.
O problema da mentira é que ela não tem dúvidas.
A melancolia é um orgulho triste.
Toda insônia é educada, nunca chega sem avisar antes por algum pesadelo.
O maior suspense não vem das histórias de terror, mas dos contos de amor.
Amar é uma matemática invertida: acertar o resultado errando o cálculo.
Sede mesmo é provocar seu sofrimento para beber as lágrimas.
É curioso: quem guarda papel-presente é avarento e não costuma dar presentes com regularidade.
Tentar entender o outro como a gente se entende ainda é não sair de si mesmo.
Quem diz que foi a última vez vai repetir. Ninguém avisa quando é a última vez.
Excesso de compreensão enjoa - parece desinteresse.
Não fico irritado com a discordância, o que me enerva é aquele que concorda com tudo.
Há gente que planeja tanto sua vida que é capaz de não aceitar felicidade que não foi convidada.
O bom humor só existe para quem não deixa uma dor pela metade. O deprimido interrompe o sofrimento já no início para sofrer mais depois.
Toda vez que lembro de você eu me invento.
Um teste para desmascarar o sádico: pergunte sobre um filme qualquer e ele vai contar justamente o final.
Vamos nos separar depois que a gente olha para cima na transa e repara nas infiltrações. O motel que é preventivo, com espelho no teto.
O apaixonado é um espelho. É só no amor que ele vira janela. Por precaução, moro no térreo.
O pessimista acredita mais em si do que o otimista. O otimista acredita nos outros.
Vivemos procurando a paz, mas a alegria nunca parece calma.
No amor, há uma tendência masoquista de pensar que o elogio é uma mentira e que a reclamação é a verdade que finalmente aparece.
Escritor é fofoqueiro. Fofoca até o que acontece em sua imaginação.
Beijar os olhos é devolver o que não foi visto em todos os beijos.

Fabricio Carpinejar no Twitter - @CARPINEJAR

2 comentários:

  1. Que lindos fragmentos. A da TPM é ótima ^^

    “Então, aproveite bem o seu dia. Extraia dele todos os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois. Diga o que tem para dizer. Demonstre.”

    ResponderExcluir

^ Suba