Nossa vida é definida pelo medo ou pelo amor?

20/03/2011


Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.

[Caio Fernando Abreu]

E a pergunta permanece no ar...

Imagem do Tumblr 

5 comentários:

  1. Eu postei um trechinho desse texto no meu blog. Eu acho lindo , e modestia parte, o Caio é realmente magnífico.

    Adorei , excelente domingo. :)

    ResponderExcluir
  2. Penso que a vida é tanto definido pelo medo quanto pelo amor... As duas coisas de alguma maneira estão interligadas. Mas que o medo não castre nossa felicidade, né?
    Beijos menina!

    ResponderExcluir
  3. Du passei pra deixar um beijo!!

    www.palavrastraduzidas-pin.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Du, querida...

    Sempre vai haver um fiozinho de esperança, vindo de algum lugar!

    Sempre!

    Beijos, amada!

    ResponderExcluir
  5. Oi Du,

    Acho que esta é uma batalha diária... Mas, eu sempre torço pelo Amor!
    beijo

    ResponderExcluir

^ Suba