There will be an answer: Let it be...

03/05/2012



E de repente você se vê numa espécie de encruzilhada.
E  você não sabe mais o que é certo ou errado a fazer. 
O seu coração leva todas as suas atitudes para um lado, a  razão permanece intacta, estagnada, não sai do lugar. 
A razão tem juízo perfeito, o coração requer liberdade para agir.
E você não tem mais tempo, só urgência, ação. Como lidar com tal situação?

Sei que todo mundo passa por algo assim um dia.
Não sei se digo sim ou não.
Responsabilidade ou liberdade? 

Vou olhar pro céu pra saber. O céu dará as respostas que preciso? 
Vou fazer uma oração. Ou várias. Pedir um sinal, uma luz.

Agir por caminhos tortos tem sido minha sina. Quero e preciso mudar isto.
Vou continuar sendo impulsiva, eu sei. Mas agora não se trata mais disso.

Preciso de uma dose de paz. Com açúcar, afeto e uma pitada de milagre.

Resumindo tudo é isto.
Seja como for, que seja com amor. 

E como diz a música: "Haverá uma resposta: deixe estar"
Let it be.

[Dulce Miller]

Republicando, mantendo os comentários originais.

3 comentários:

  1. Deixe estar,
    mas às vezes me falta paciência.

    ResponderExcluir
  2. Linda Du, que tanto admiramos e adoramos!

    Pode parecer clichê o que vou dizer, mas em determinado momento você vai olhar para tudo isso e encontrar a resposta, quando menos esperar!!

    Está sendo assim comigo... é assim com todos que merecem ser chamados de seres humanos!!!

    "Deixe estar
    Vai passar
    Com sorte
    Tudo, tudo vai ser breve
    Essa angústia no seu peito...

    (...)

    Mas deixe estar, deixe estar
    Vai sarar
    Com sorte
    Quase sem deixar saudade
    O repente de um mergulho
    Bem no meio
    Da represa da felicidade

    Mas se você resistir
    E teimar e fugir
    Não se assuste se tudo enguiçar
    A engrenagem do amor pode ser traiçoeira
    E vingar..."

    Te desejo o melhor, linda, SEMPRE!

    Beijo gigante!

    ResponderExcluir
  3. Hummm... Não gosto desta idéia de esperar algo do céu: a única coisa que sei cair de lá é chuva e granizo (e, fora do País, neve!)! Dê ouvidos à sua razão e deslize de tempos em tempos pelo seu coração: o equilíbrio é a chave (sem esquecer, às vezes, de dar as caras nos Morcegos: isso ajuda muito...)! Abração, relicário!

    ResponderExcluir

^ Suba