Mais fragmentos de mim, em #curtacontos

28/04/2011





Delírio, fascínio, desejo por um dia, como dois animais... eu era feliz e sabia. Quer mais?
#curtaconto

Pôr-do-sol chega e vai embora tão rápido que mal consigo fotografar teu olhar que está lá,na espreita do sorriso que virá. Será? #curtaconto

Só vejo um pedacinho de céu e solidão, da janela do meu coração com película de escuridão. #curtaconto

Houve um tempo em que não havia tempo. O relógio só acertou os ponteiros quando rasgou seu coração. E foi em vão. Que horas são? #curtaconto

Não tinha salvação, talvez absolvição... Fechou todas as portas. Coração lacrado num cofre, jogou fora a senha. E Sofre. #curtaconto

Cultivando estrelas no jardim da lua, ela dançava nua, com a alma na imensidão dos sonhos que insistiam em colher solidão. #curtaconto

Não era amor, era fantasia de poeta. Como Pierrot e Colombina no Natal. Não era carnaval. Era ilusão. #curtaconto

Se fosse paixão, ela já teria esquecido, mas era amor, do tipo que emburrece. Ele mente. Ela demente. #curtaconto

Mais dos meus #curtacontos aqui

3 comentários:

  1. Querida, Du!

    Além dos curtacontos que estão lindos,aliás um mais lindo que o outro eu me apaixonei pela imagem!

    Pensando em transformar em tela!

    Adorei!

    Um bj

    ResponderExcluir
  2. Gostei do relógio...
    E de vc... saudades!
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Duu...
    Gratidão por se permitir sentir dessa maneira. E por se exteriorizar da melhor maneira possível.
    Sempre linda e sensível.
    Acho que 'os sonhos extraviados' descem pro coração,e tomam forma,sabor,tom,som,através das palavras.
    beiJuh <3

    ResponderExcluir

^ Suba