A-cor-dando onde cor alguma havia...

18/08/2011


A-cor-dando onde cor alguma havia...a-cor-damos!
O mundo começa agora, de mãos dadas desenhado.
Sentimentos (en)laçam, puxam pela crina o destino,
bicho bravo, agora já conduzido por (en)laçados nós.

[Leonardo Zaqueu



Eu não sou mais uma aquarela de cores perdidas. Sou arco-íris no teu pensamento, chego pelo vento... 

[Du]


Velas do peito se abrem ao vento que chega: 
Coração faz-se leito e aleita a fome da boca que beija.
Sussurro de alento (in)terno, o pincel arranha a carne da tela virgem: 
O mundo está criado. 

[Leonardo Zaqueu]


A cor damos, a cor (dados) em laços-nós. 
Amor em matizes-raízes crescentes. 
Amor-pronto. 
Ponto.

[Du] 


Imagens daqui daqui e daqui

2 comentários:

  1. Não conhecia os poemas nem o autor...me encantei.. parei e refleti sobre os meus tantos laços e tantas dores...
    até...

    ResponderExcluir
  2. Adoro vir em teu blog!
    É um momento de reflexão pra mim..

    ResponderExcluir

^ Suba