You're the Inspiration...

01/09/2012

Imagem daqui

- Onde ela está?
- Não sei se sei...
- Por que não?
- Porque eu não faço a mínima ideia. Deve estar por aí, rondando nossa casa agora...
- Mas então, como é que você consegue escrever?
- Difícil responder. A metáfora não ajudaria e explicações plausíveis não seriam convincentes pra você ou qualquer outra pessoa.
- Eu só queria entender... e nem vou perguntar o que é metáfora agora...
- Não há o que entender. Não há o que falar, apenas sentir. Tudo bem, vamos tentar... olhe pela janela, veja o céu azul, sinta o vento que sacode as folhas das árvores, é o mesmo que  sussurra em seu ouvido. Ela também está lá, aliás, está em todos os lugares que existem dentro e fora de você. De vez em quando se esconde nos sonhos, na chuva, no olhar inquisidor de uma criança igualzinha a você... acredita que alguns nunca conseguem encontrá-la? 
- Mas eu quero ver como ela é.
- Você não pode ver, só pode sentir se ela aparecer pra você.
- Por que é tão complicado? Como eu faço pra isso acontecer?
- Hummm... o que você mais gosta de fazer? Desenhar, pintar, escrever, tocar um instrumento musical, dançar, cozinhar... o que mesmo?
- Eu gosto de contar estórias que eu mesma invento.
- E como você faz isso?
- Na escolinha, na hora do recreio, eu chamo meus coleguinhas pra sentar comigo, comemos o lanche e eu começo a falar. Eles gostam de ouvir e sempre pedem que eu conte mais.
- Então você já a conhece, a vê e sente todos os dias quando faz isso.
- É? Mas como, se eu nunca vi nem senti?
- Ela está nas suas estórias, não percebe? Ela não pede licença pra chegar, ela se instala em sua mente e faz  um belo trabalho... é ela que sussurra em seu ouvido as estorinhas. Entendeu?
- Mãe, agora entendo não só o que é a inspiração, mas o amor que sinto por você. Não posso ver nem tocar, mas sinto bem forte dentro de mim. É isso, né?
- Sim minha filhota, a inspiração e o amor são feitos da mesma essência. São invisíveis aos olhos, mas o corpo transmite os seus recados, com todas as suas nuances. Todos que são capazes de sentir o amor, conhecem a musa, a inspiração. Agora... conta uma das suas estórias pra mamãe?
- Oba! Tá... "...uma garrafa foi encontrada na beira do mar com um bilhetinho dentro..."

[Dulce Miller]

5 comentários:

  1. Inspiração?

    Um agir que mora bem dentro
    do vento, das ventas...
    Um agir que é re-spir-arte.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito: um golpe naquela chatice de sempre da tal "falta de inspiração"! O problema sempre será com a maior ou menor fraqueza do interlocutor das palavras - afinal, a inspiração está sempre em volta, concordo plenamente!

    Vem cá... Só aqui entre nós... Tenho um recado que mandaram te entregar: "Pode ser ou 'tá difícil?!" (cambada de Morcegos insatisfeitos para um amiga-relicário distante)!

    ResponderExcluir
  3. Du, querida!

    Sei que quase nunca comento por aqui, mas estou sempre te lendo... O novo banner do blog ficou lindíssimo!

    E seus textos são fonte de inspiração a todos nós...

    Obrigada SEMPRE!!

    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  4. Oi Du,

    Passei por aki pra te dizer q meu blog mudou de endereço. Agora é este: http://belblogandocomavida.blogspot.com/
    Adoro seus textos, sempre.

    Bjs... :)

    ResponderExcluir
  5. Esse blog é a minha cara, é a minha segunda casa e às vezes te vejo como se eu estivesse no espelho. Por você tantas vezes escrever coisas que eu gostaria de ter escrito, porque sinto da mesma forma. Meu carinho por você e por tudo que você escreve é de alma.

    Eu amo essa música, me traz lembranças muito boas, obrigada por me lembrar de coisas doces que vivi.

    Beijocas ♥

    ResponderExcluir

^ Suba