A paz fujona

16/03/2012


Dormia chorando todas as madrugadas.
A noite era culpada, pois trazia consigo, de mansinho, o luar.
...é que ele fazia a tristeza voltar.
Mas as estrelas revelavam a luz, que nela, ainda brilhava.

Quando amanhecia, havia uma explosão de cores
através do sol, da chuva, da rua,
de tudo o que se movia e gritava.
Criava suas fantasias à partir do dia, nada mais faltava, sentia alegria, era dia!

Sua alma era sensível aos sons mais estranhos,
mas a música inspirava, ela respirava, suspirava... e cantava!

Conclusão da sua dor:
A paz fujona sempre volta para um coração que nasceu com um enorme pedaço dela.

[Du]


Na verdade este é um vídeo-propaganda, mas é perfeito e acho que vale compartilhar. Além de tudo, esta música faz parte da minha vida!

Imagem daqui

Um comentário:

^ Suba