Quer refúgio

29/03/2012



Sozinha no escuro e com medo de tantas coisas, inclusive dos próprios olhos que não fecham. Não se deixa enganar pelas aparências, elas são superficiais e volúveis. Bastaria acender a luz e ligar a televisão, mas ela não entende o que se passa dentro do espaço móvel dela mesma, então prefere o silêncio e o breu.

Não quer forças armadas nem idiomas que não compreende. Não quer sussurros no vento nem chuva de desenganos. Não quer supervalorizar um problema nem se deixar abater pelo temporal que há de vir logo logo, ela sabe...

Não precisa de idéias tolas acerca da vida e dos sentimentos, quer clareza e águas límpidas. Quer bolo de chocolate com muito recheio, quer ver pipoca estourando em panela de vidro... é isso, voltar à infância neste momento poderia ser bom, poderia ajudá-la a crescer ou ao menos fazê-la ver as coisas de forma bem mais leve, sem sofrer antecipadamente.

Sim, é isto que ela quer.
E também quer viajar, ir embora. Pra onde ainda não sabe, mas sente que vai.
Um dia.

Nada a prende além dos laços afetivos que carrega como parte da sua sobrevivência e são fundamentais (ao menos por enquanto), mas ela sabe que tudo é provisório, assim como o próprio tempo o é.

Perdida no vazio dos seus pensamentos, na luta constante entre ser e querer e não saber definir. Nada mais parece fácil como antes, sem o azul do céu e o sabor de fel na boca que amarga a língua sedenta de afeto. Palavras já não bastam, sufocam inclusive. 

Quer refúgio.
Quer ao menos tentar absorver o infinito do seu coração inquieto, enquanto o dia não amanhece lá fora...

[Du]

Imagem daqui

3 comentários:

  1. Oi, moça do sonho!

    Por onda anda você? Ainda escondinha dentro de ti.?

    Beijos!

    Comentários com pop-up não dá mais para se inscrever por email. :(

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, forte, verdadeiro. Refúgio todos precisamos, às vezes de nós mesmos. Bj Du e que a vida lhe pegue leve.

    ResponderExcluir
  3. Du, me apaixono cada vez mais por suas palavras, texto inspirador, identifiquei-me muito.

    ResponderExcluir

^ Suba