Direções opostas

24/04/2012


E de repente, eu me pego pensando e divagando sobre pessoas que simplesmente somem, desaparecem da vida da gente. Mas me refiro àquelas que de alguma forma deixam uma marquinha na nossa alma. E do nada, somem. Não sei vocês, mas eu me preocupo com elas, gostaria de ter notícias, gostaria de continuar o contato de alguma forma, mas enfim... a vida é assim. Onde estiverem, que fiquem bem.
Eu também. 
De vez em quando sumo e nunca mais volto... e nem é por falta de carinho. É o tipo de coisa que só quem se afasta sabe.
Da parte do outro, a gente nunca saberá. Pelo menos é o que a vida sempre indica. Direções opostas. Ou não.
Melhor deixar pra lá.

[Dulce Miller]

Imagem daqui

3 comentários:

  1. verdade, tem gente que se desencontra da gente.

    ResponderExcluir
  2. E sem querer, embora ausentes, essas pessoas permanecem pra sempre em nós.
    Eu acho mesmo que as pessoas que nos são importantes nunca somem de nós totalmente; de alguma forma elas estarão sempre ali.

    ResponderExcluir
  3. Du eu também me pego pensando assim as vezes. Acho que pode ser por esse meu jeito de muitas vezes querer me isolar.
    Beijos!

    ResponderExcluir

^ Suba