Hoje eu descobri o que é o amor...

05/09/2013



O amor é invenção de alguns anjos brincalhões e displicentes, com alma totalmente inocente, que não tinham o que fazer (estavam entediados), então inventaram de bagunçar o coração da gente. Deu no que deu. Alguns tem sorte de encontrar um amor para a vida inteira, outros não. Mas aí a culpa não é dos anjos e sim, de alguns humanos que não sabem que o amor não é brinquedo. Os anjos tiveram a melhor das intenções com o único propósito de nos ensinar o que é amar. Aprende quem tem intenção de aprender.

Então eu fico aqui pensando que o amor é  como a imensidão do mar ou a infinitude do céu. A gente não tem certeza na verdade, se são infinitos mesmo ou se acabam em algum lugar. Vocês nunca pararam para pensar sobre isto enquanto olham para o céu ou para o horizonte no mar? Eu sim, sobre a finitude das coisas, sempre...

Mas hoje (e talvez só por hoje... por que do amanhã não sei) para mim, o amor é:

Um barquinho ancorado sozinho. 
O amor não tem ninho.
E eu sou um passarinho de asas quebradas.

[Dulce Miller - 15/05/2011]
imagem daqui



(Música de Renato Russo com adaptação de "I Coríntios 13" e "Soneto 11" de Luís de Camões)

3 comentários:

  1. Ownnn, que lindooo!!!


    Cada post lindo que vc faz!!!

    Amei!

    xD

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo (Du) bjss querida por deixa estas coisas lindas para nós bjss e abraços

    ResponderExcluir

^ Suba