Me define

02/05/2012



Outro dia me pus a pensar que sou semelhante às mulheres da literatura de Érico Veríssimo. Aquelas que enquanto os homens se ocupavam da guerra, elas se ocupavam do tempo e do vento. Eu não tenho muitas definições a meu respeito; apenas respeito a dor de cada hora, a esperança de cada momento. E, se isso me define, então sou a dor que sabe esperar.

[Fábio de Melo - Mulheres de aço e de flores]

Imagem daqui

Um comentário:

  1. Essa dor certamente é bela e doce, como é uma saudade que surge nos momento de penumbra de pensamentos, como um sol feito de retalhos só nossos... Belíssimo blog!

    Sigo-o

    Abraços

    ResponderExcluir

^ Suba