Segmentando o amor

12/07/2012


Já reparou que tudo anda tão segmentado ultimamente? Revistas para todos os gostos, profissões, etnias... tudo está cada vez mais específico. Principalmente nas áreas de especializações... ninguém mais sai da faculdade sem procurar um campo específico para trabalhar depois... e haja preparação. Hoje, resolvi segmentar o amor. Não que eu tenha tido a pretensão de fazer isso. Na verdade, faz muito tempo que pensadores separaram o amor, deram-lhe diferentes nomes e até a psiquiatria veio depois e ajudou a complicar. Vejamos o tipo de amor que podemos ter: 
Eros, este é o nome dado ao amor erótico ou físico. Na Grécia antiga, Eros, o filho da Deusa da Beleza Vênus, encantava a todos com a sua presença viril. É o amor baseado na carne, no tesão. A beleza e os dotes físicos exercem um papel fundamental nesse tipo de amor. 
Ágape, amor de doação ou amor divino. Aparece na bíblia como o amor de Deus pelos homens. É o amor fraternal, cristão, um amor altruísta, onde todo sacrifício e atenção estão voltados para atender o outro. 
No amor lúdico, predominam a brincadeira e o jogo amoroso. É divertido, descontraído e prepara melhor os amantes para experiência do prazer (gozo). Não existe o tesão sexual em sí mas o prazer do conhecimento mútuo, do estar juntos. 
Mania ou amor de dependência: esse amor se baseia no sentimento de controle e posse. A ansiedade, a angústia, as inseguranças estão sempre atormentando a relação que não cresce. É um amor verdadeiro porém refém, de seu desgaste natural. 
Amor Pragma ou Lista de Compras. Baseia-se com fundamentos racionais e práticos. É necessário que convicções políticas, religiosas e sociais sejam compatíveis. É a relação onde ambos possuem interesses além da relação, ou seja, comodidade de estarem juntos, troca de favores... 

E existem diversos tipos de amor ainda: o amor materno, o amor pelo país, entre outros não citados. Todos nós possuímos diferentes tipos de amor dentro de nós. Aliás, podemos misturá-los, amar de diferentes maneiras a mesma pessoa. O mais importante é que as pessoas amem. Para os cristãos o amor aparece como uma mensagem ao legado de Cristo... ame ao próximo, como amas a ti mesmo. Como disse uma amiga minha: que faça andar a fila, que venha o próximo... no amor ágape, claro!

Fonte de inspiração: Lado A

Imagem: Frida Kahlo - O Amor Abraça o Universo 

"Tu só, tu, puro Amor, com força crua, 
Que os corações humanos tanto obriga, 
Deste causa à molesta morte sua, 
Como se fora pérfida inimiga. 
Se dizem, fero Amor, que a sede tua 
Nem com lágrimas tristes se mitiga, 
É porque queres, áspero e tirano, 
Tuas aras banhar em sangue humano." 

[Os Lusíadas, Luís de Camões]

Um comentário:

^ Suba