Gratuidades que me semeiam

06/08/2012


Existem pessoas que admiro muito - as que são capazes de gestos incondicionais e por causa disto, emocionam sem pretensão alguma - falo de pessoas que pelos  'serendipity' da vida são meus Amigos, com A maiúsculo mesmo. 

Eu já fui assim, mas hoje sinceramente não sei se ainda sou capaz de fazer com que minha bondade  domine a indiferença nos meus atos cotidianos. Não sei  o que as adversidades fizeram de mim ou quantas cicatrizes ainda sangram vez em quando... consequentemente, acho que não sei mais quem sou. Mas me procuro e me (re)encontro a cada instante - no amor. 

Apesar de ser um tanto antagônica aos gestos incondicionais, a reciprocidade é uma das coisas mais bonitas deste mundo. A capacidade de agradecer talvez seja sua semente. E isto com certeza, ainda mora em mim.

Este texto é uma forma de agradecer a seis pessoas excepcionais, por tudo o que fazem pelos outros e já fizeram por mim,  por tudo o que são... simples (e complicado) assim.

Um carinho meu em forma de poucas palavras pra vocês: Juca, Nana, Flávia, Alice, Natália e Cármen
Amo vocês, SEMPRE. 

[Dulce Miller]
Somente seres humanos excepcionais e irrepreensíveis suscitam ideias generosas e ações elevadas.
-- Albert Einstein--

Imagem daqui

6 comentários:

  1. Neste momento era tudo que eu precisava, um carinho! Obrigado, Du!

    Também te amo, pela Eternidade!

    ResponderExcluir
  2. Tu és um presente da vida.Não foi por acaso que nos escolhemos e que nossos caminhos se cruzaram naquele distante ano.Ele estava feliz em Viena e nós aqui trabalhando!Felizmente, escolhi a profissional certa para trabalhar com ele. Mas, o mais encantador foi te reconhecer como amiga.
    Obrigada por tudo em todos aqueles anos!Também te amo! bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu fiquei sem palavras, mas senti um carinho na alma.
    De tudo que a gente precisa na vida, uma das principais é a troca de carinho.
    Te amo. Sempre. Muitão.

    ResponderExcluir
  4. Dulce

    É tão triste que nossa fé nas pessoas acabe ofuscada. Perder a esperança no amanhã. Tenho um medo enorme de acabar cética em relação ao outro. Benditos aqueles que pintam cores bonitas e sinceras em nosso peito e não nos deixam desistir de acreditar.

    Espaço lindo e aconchegante. Já estou seguindo.

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, querida Loridane! Seja sempre bem-vinda aqui :)

      Excluir

^ Suba