Palavras nem sempre são doces...

25/08/2012

Querem uma dica de filme legal pra assistir no final de semana? Acho que é fácil encontrar nas locadoras de vídeo "A vida secreta das palavras":


Este filme é triste e mexeu muito comigo, mas estranhamente fez com que eu me sentisse bem melhor depois de assistí-lo.
Na realidade, é um filme que faz pensar sobre a vida, a liberdade e sobre a violência que está sempre acontecendo pelas ruas e cidades de qualquer país. 

Também é o tipo de filme que gosto de assitir: a medida que a história vai se desenrolando ela vai se transformando em outra história completamente diferente. A medida que vamos conhecendo um pouco mais sobre a vida de Hannah, os sentimentos vão tomando outra proporção até chegar a um final inimaginável no inicio da trama. E o filme trata muito bem dos sentimentos de solidão, perda e separação que marcam a vida dos personagens. 

As palavras são o tema deste filme. E, quem diz palavras, diz silêncio. E muitas vezes um esconde o outro. Mas há um momento em que os diques se rompem, as palavras jorram e se diz tudo o que se tem guardado. E em que se compreende que umas palavras, as ditas, não substituem as outras, as guardadas.

"A vida secreta das palavras" fala de duas pessoas feridas. Hanna é surda e usa um aparelho auditivo, que muitas vezes lhe serve de arma para se defender dos outros; Josef está temporariamente cego por causa dos ferimentos e também passa por sérios problemas, mas se transforma completamente ao descobrir o quanto eles podem ser insignificantes perto dos problemas de outros.

Não vou estragar o filme contando a vocês o desenrolar da história e por recomendação, não procurem ler mais sobre o filme. Apenas assistam.

[Dulce Miller]

* Prêmios de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Direção de Produção no Goya.

2 comentários:

  1. Bela indicação, Dulce...

    O filme é, realmente, muito profundo, um tanto pesado, mas revelador.
    Inesquecível, aliás... Vale a pena ver e refletir...

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi no cinema assim que foi lançado e nunca mais esqueci e esses dias revi no vídeo, Carla. Do tipo que sempre vale a pena ver de novo, por tudo que representa...
      Beijos, obrigada pela visita :)

      Excluir

^ Suba