6 de set de 2012

Lembra!



Patrícia havia perdido o celular e foi subindo as escadas, era um prédio de madeira imenso. De tanto subir, cansou e decidiu que pelo elevador seria mais fácil ouvir se o telefone tocasse. Entrou num apartamento no 25º andar, a porta estava entreaberta e havia uma menina recostada na varanda admirando a vista da cidade, uma imensidão de concreto e luzes abaixo dela. Perguntou à ela se viu seu celular, a menina comentou que aquela era a visão mais bonita do mundo, que nunca tinha visto nada igual, e que se Patrícia quisesse mesmo saber onde estava o telefone, deveria subir mais, até encontrar. 

Patrícia já nasceu com medo de altura e aquele elevador era nada menos que assustador! Enfim, ela precisava subir. E foi. Quando a porta do elevador abriu no último andar, ela viu-se no meio do nada. A mesma  menina estava lá, deitada acima das nuvens e sorrindo...

- Encontrou seu celular?

- Não... quem é você? como consegue ficar deitada aí sem cair? onde eu estou? que lugar é este? 

- Suas respostas estão dentro de você. Por hora sou seu anjo, mas por breves instantes. Deite aqui ao meu lado, por favor...

- Eu tenho medo de cair!

- Você não vai, não precisa temer mais nada, eu sou seu anjo... lembra!

Então Patrícia deitou ao lado do anjo e olhou para cima, sentiu uma paz inexplicável e sentiu-se protegida como nunca antes.

Ela conheceu seu céu, através de um sonho na terra. 

Acordou inexplicavelmente aliviada pensando em tudo o que tinha para resolver naquele dia, porque adormeceu chorando, sozinha, preocupada, desamparada... mas o medo foi embora feito mágica. Ela renasceu na morte do sonho, como  uma lagarta metamorfoseando em borboleta. 

Liberdade era a palavra e a sensação, no corpo e na mente, finalmente.

[Dulce Miller]

Imagem daqui
 

a moça do sonho Template by Ipietoon Cute Blog Design and Waterpark Gambang