Para a amiga incondicional...

15/10/2012


Pensei em escrever um poema para te homenagear, não sei por onde começar.
Vou deixar o pensamento livre para ditar os sentimentos e traduzir em palavras o que sinto.

Reflito então, sobre o que não tem valor mensurável: a vida humana.
Como agradecer a vida que me deste mais de uma vez, primeiro quando nasci e depois na fase adulta, quando necessitei da tua força, generosidade e valentia para me ajudar a renascer.
Como agradecer esse imenso amor que foi tão compreensivo ao me deixar seguir o rumo de estradas desconhecidas e distantes para me tornar adulta.

Foi a tua confiança no teu papel como mãe que fez com que eu me tornasse a pessoa que sou.
Andei por muitos caminhos, na imensa maioria do tempo, absolutamente sozinha , mas no pensamento foste a minha única e verdadeira companhia.

Foste a voz que acalentou a minha solidão, o ouvido que escutou por noites e dias os anseios, a dor e a minha alegria. 

Contigo aprendi a cultivar valores essenciais à dignidade humana e principalmente que o conhecimento é o maior bem que podemos ter, por que nos propicia liberdade e independência.
Agradeço a tua generosidade por me incentivar a ser mãe, mesmo contrariando todos os preceitos sociais e morais.

Foste a maior lição de amor quando ficaste a meu lado para me ajudar a sobreviver em momento de extrema delicadeza da tua vida familiar.

Também, ensinaste que vida é mais interessante com alegria e harmonia. Que na relação com o outro é necessário exercitar a paciência, compreensão e a generosidade.

Mãe, obrigada pela cumplicidade, amizade, acolhimento, continência, e alegria.
Saúde por mais 80 anos!
Feliz aniversário!
Tua filha,

Carminha Quadros - 26/09/12

imagem daqui

Um comentário:

  1. Ficou lindo, como tudo que você produz, devemos mesmo cuidar das nossas amizades!
    http://fazdecontatxt.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

^ Suba