Desanoitece

01/11/2012


Desanoitece

O que ama de verdade
não sobra
é a herança do que segue
raízes
ao que virá

um vento que escreva com o céu
uma estrada de pedras...
... talhadas de abraços
pele sagrada
densa e antinatural

ao léu,
uma montanha se curva
e para que a lua durma,
o sol, amplia seus raios
a cada nova paisagem

desanoitece...


[Poema de Carmen Silvia Presotto by Vidráguas]

Imagem daqui



^ Suba