A Maldição de Tourette

12/11/2012



O preconceito é algo que ultrapassa as barreiras da convivência harmoniosa social. No caso específico deste livro, ele aparece numa forma de doença, a Síndrome de Gilles de la Tourette. As manifestações de tiques nervosos e cacoetes que sempre estiveram presentes na minha vida me levaram a um déficit social e, junto com toda a incompreensão da sociedade em relação ao problema, fui de forma vexatória ao encontro do abismo social, uma vez que só tive o diagnóstico da doença aos vinte e seis anos de idade. E a partir desse diagnóstico, enfrentei uma caminhada árdua de tentativas medicamentosas para poder controlar esses tiques, caso que ocorreu, somente, aos meus trinta anos. Com essa idade, desacreditado por tudo e por todos, caí diante de um novo obstáculo que foi o do alcoolismo, pois desde cedo bebi para esquecer a violência moral que sofri durante toda minha vida! E com a bebida desde a minha adolescência acompanhando a minha vida caí, com o tempo, no vertiginoso caminho das drogas.

É aí que A Maldição de Tourette pretende chegar! Chegar nesse problema neurológico e genético que se chama de Síndrome de Gilles de la Tourette, problema que acompanhou a minha vida, desde a infância, se enraizando em mim, me transformando em um corpo físico problemático e comprometido! Não é à toa que venho aos meus leitores na tentativa de contar toda a minha vida, de uma forma romanceada. Espero que sirva de exemplo para muitos atingidos por essa Síndrome, e para a outra grande maioria que não soube suportar a carga de responsabilidade que a vida impôs a nós: mestres, professores, colegas e familiares.

É preciso que se saiba que essa Síndrome me levou ao fundo do poço, me convidou desde cedo ao encontro do poder entorpecido da mente, me jogando à completa e absoluta fuga da sobriedade. Foi um caminho que escolhi diante da falta de horizontes para mim. É essa a minha tentativa de justificativa: a de compreender por que me desviei tanto da realidade! Eu sempre precisei dessa fuga, inconscientemente. Eu tentava me entorpecer, para me esquecer que possuía essa Síndrome, que durante muito tempo nem sabia que existia, que possuía um nome... 

A Maldição de Tourette tenta resgatar a auto-estima de uma vítima do preconceito, tenta mostrar que existem caminhos, por piores que sejam os problemas! A eterna luta que travamos em vida é a de conseguirmos nos estabelecer e gerar frutos em relação à nossa descendência! A minha, foi a de ter que viver com um tormento que quase me destruiu, mas que ainda estou vivo para poder contar!!! 

GIBA CARVALHEIRA - MALDIÇÃO DE TOURETTE


Ficou interessado e quer comprar o livro? Recomendo MUITO! 
Está à venda na Livraria Cultura. Compre o seu clicando AQUI. 
^ Suba