17 de jun de 2013

O Jogo do Contente



Desopilar a mente, ouvir músicas alegres, pensar em coisas boas e em momentos felizes, comer sorvete, conversar com os amigos, assistir uma comédia, ler livros, quadrinhos... sei lá! Chorar até faz bem quando dá vontade, mas o melhor é tentar qualquer coisa para espantar o fantasma da angústia. 

É assim que deve ser. A tristeza não deve ser cultivada e regada como se fosse uma plantinha. Claro, não devemos fugir ou fingir que nada acontece, mas alimentar a dor é o menos aconselhável quando enfrentamos problemas que em princípio, parecem não ter solução (é um auto-conselho, mas quem quiser pode aproveitar!)

Eu estou doente, mas estou VIVA. Anti-inflamatórios fazendo efeito e bolsa de água quente na minha fibromialgia

E que continue a minha alegria - porque eu sou Pollyanna, desde criancinha!

[ Dulce Miller ]

A imagem é daqui e fala sobre o livro e 'o jogo do contente' - para os que não conhecem, vale a leitura.



2 comentários:

  1. Tenho mania de ver o lado bom de tudo e tentar sorrir mesmo quando tenho dores e decepções. Jogo do contente alivia a alma.
    Melhoras e te cuida! Dor ninguém merece ter
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  2. O seu blog está muito lindo, faz tempo que não venho aqui.
    Nossa, eu amo Pollyana, amo muito. Aprendi muito com esse livro.
    http://doisquintos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 

a moça do sonho Template by Ipietoon Cute Blog Design and Waterpark Gambang