Porque sem ela, eu não existo.

26/06/2013


Porque eu dormia e acordava com a voz dela ecoando em meus ouvidos.
Porque ela era inteligente, sensual e tinha o sorriso mais lindo que meus olhos puderam beijar.
Porque eu chorei noites inteiras por medo de perdê-la.
Porque a vida sem aquele doce e suave "bom dia" não tem valor nenhum.
Porque meu mundo sem o "boa noite, meu amor" não permite mais que eu durma em paz.
Porque tudo o que eu sonhei pra mim tem a imagem dela como moldura na cama e na alma.
Porque o ar que eu respiro só fazia sentido quando era o cheiro dela impregnado na minha pele.
Porque eu achei que o amor que eu sentia, era suficiente pra nós dois.
Porque o Senhor escreveu torto por linhas incertas e impossíveis.
Porque amar simplesmente, não bastou.
Porque eu acreditei que só precisava mentir... e menti.
Porque ela acreditou... e me amou por tudo o que eu não era...
Porque uma ferida enorme está aberta no meu coração, sangrando todo dia em lágrimas.
Porque tudo o que eu quis dela, ela não suportou.
Porque tudo o que eu sentia, ela não entendeu. E sofreu. E morreu por isso.
Porque acabaram-se as raízes da nossa história e só (re)encontrá-la me salvará de mim mesmo.
Porque querer viver depois dela, é impossível.
Porque sem ela, eu não existo.
Porque nada mais importa.
Porque o que era "para sempre" agora é "nunca mais"...

[ Dulce Miller ]

Imagem daqui

4 comentários:

  1. Linda poesia, querida Dulce!

    Prova de que muitas vezes só damos valor a alguém ou a algo importante, quando perdemos. E que é urgente amar e não perder um só minuto em prol dos amores verdadeiros!

    Abraços,

    Drica.

    ResponderExcluir
  2. lindo, e essa trilha sonora é perfeita.

    xero no <3

    ResponderExcluir
  3. Choro muito ou pouco? rs! Lindo, lindo, lindo!

    ResponderExcluir
  4. Como sempre suas poesias me encanta!

    Só quem ama tem tristezas, mas quem não ama não vive!

    Aquele abraço amigo Dulce;
    Célia Sousa

    ResponderExcluir

^ Suba