Minha Sina

23/07/2013

(Alfred Gockel – ‘Endless love’)
Um afago nas cócegas
da tua essência
faz da ausência
trágica palavra...

Prevejo água-cristal em teus olhos rasos
trago profundo e rum
lembrança fugidia, presença detida na memória
sonho constante em minha retina

Bebendo amor em letras tuas
sugando quase-sonetos em ruas nuas
um querer-carinho-distante
sensibilidade vibrante, cortante

Agridoce mel da tua boca em meus poros
suor latente pulsando nas veias...
teu corpo, jardim secreto de estrelas
minha sina - revê-las.

[Dulce Miller]
(Gwen Oliver - 'L'amour infini')

"Poemas são a fala da fundura das águas, 
que os reflexos da superfície não deixam ver"
[Rubem Alves]
^ Suba