6 de jan de 2014

É inteligente aceitar o que não podemos mudar...



... mas como é difícil!

Temos a mania de brigar com a vida quando as coisas não andam ou não saem de acordo com o que esperamos, com o que sonhamos. Sofremos tanto ao ponto de chegar ao desespero, tentando mudar tudo a qualquer custo, implorando para que o outro aceite o que NÓS queremos e consequentemente, fazendo com que o outro sofra também.

Aí entra uma questão muito importante: A aceitação dos LIMITES nossos e principalmente dos outros. Quando ficamos conscientes que todos tem um limite, paramos de lutar, de querer mudar o que não podemos e finalmente entender que não temos o direito nem de "tentar" mudar. Nós temos a ilusão de que se não chegamos no nosso limite, o outro também não tem que chegar. Isso não é luta... é falta de respeito.

Por quê? Porque simplesmente as coisas NÃO são e nunca vão ser como a gente QUER que sejam. Porque cada um vive a sua vida da forma como acha que é correta e não temos que julgar nem condenar atitudes que não nos fazem felizes, que não nos agradam. Se isso acontece, então o problema é nosso, exclusivamente nosso.

A aceitação implica em resignação. Entender, aceitar e aos poucos, tentar mudar a nossa história. Não devemos nos apegar às coisas e situações que nos fazem sofrer. Devemos buscar entender nossos "vícios emocionais" e com isso nos tornamos pessoas melhores, porque evoluímos espiritualmente.

Você precisa mudar?

A pergunta mais importante é "Você QUER mudar"? Então lembre-se da seguinte lição: Não é a dor que faz com que mudemos a nossa conduta, é o CANSAÇO. Quando cansamos das nossas atitudes e nos convencemos que erramos, sem colocar a culpa em ninguém, então começa a verdadeira transformação interior.Vale a reflexão, vale o desafio - lembrando sempre que o RESPEITO ao outro é premissa básica para qualquer atitude!

[ Dulce Miller - escrito em 2008 ]
Imagem daqui


4 comentários:

  1. O texto me fez lembrar da época em que eu queria mudar para me encaixar no pensamento das pessoas.
    Aí fui percebendo que era só aceitar o pensamento dos outros sem tentar me encaixar. Senti que estava ao mesmo tempo ( em tudo e em lugar nenhum)
    ...
    Du, eu queria te avisar que estou começando do zero em termos virtuais ( também ) porque no cotidiano recomeço todo dia. :)
    ...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. é uma verdade, eu digo isso pra minha mãe sempre, ela vive querendo que eu seja aquilo que eu não sou... infelizmente.

    ResponderExcluir
  3. Quanto ao que eu queria ser na vida, foi o que escolhi!
    Mas há sonhos que nunca se concretizam;__ Partidas que a vida nos dá...!

    Abraço amigo... Célia Sousa

    ResponderExcluir
  4. Aceitar mas sem se conformar, pois as mudanças são passíveis de acontecer!

    ResponderExcluir

 

a moça do sonho Template by Ipietoon Cute Blog Design and Waterpark Gambang