17 de set de 2014

Estado básico de sobrevivência


Uns chamam de azar, outros de urucubaca, outros de mau olhado. 
Eu chamo de estado básico de sobrevivência, pois não gosto de palavras feias ou negativas.
A energia que nos rodeia é vital e as palavras que proferimos têm poder, tanto para o bem, quanto para o mal.

A coragem liberta, mas nem sempre é satisfatório arriscar (seja o que for) por simples vontade. Encontrar um meio termo entre a liberdade e o medo, talvez seja a mola propulsora da vida. 
Penso. Será? 
O fato é que a covardia sufoca irreversivelmente, principalmente os nossos sonhos.

Nisto sim, eu acredito.

| Dulce Miller |




1 comentários:

  1. Du, não consigo nem me entender...optei por sentir e seguir o coração. Concordo total, contigo, me refiro às palavras do post, o amor é a maior arma, pois desarma!!!
    Beijo com carinho

    ResponderExcluir

 

a moça do sonho Template by Ipietoon Cute Blog Design and Waterpark Gambang