Depois...

19/03/2014



Uma hora eu guardo,
a dor do resto se encarrega.

E você parece erguer-se
no ocaso do Oeste
a fitar-me a sorrir 
por sobre as colinas.

Ganho coragem de novo por breves instantes
pois ouço sua voz e sinto teu toque
como a me dizer: nada de tormento!

Então você está onde está a vastidão dourada
por detrás dos portões do sol,
no firmamento...

"Daqui há mil anos, mil anos
quando o corpo será pó e chuva,
se eu puder ouvir um sussurro
da sua voz, tornarei a nascer.”

[ Dulce Miller ]
^ Suba